segunda-feira, 30 de agosto de 2010

Xô Assombração!

Caríssimos irmãos de fé rubro-negra,
Salve, Salve, FLAleluia!

São Judas Tadeu chegou nervoso ao Panteão, bateu com sua machadinha no chão e ordenou que lhe trouxessem o Almeida. Imediatamente alguns anjos voaram e retornaram, poucos minutos depois, acompanhados do espírito de um "hominho magro, faces macilentas, boca chupada, arcado, terno preto sobrando-lhe nas escassas carnes, camisa preta, sapato preto, guarda-chuva preto pendurado no braço"1. Tratava-se de um espírito zombeteiro que adorava provocar interferências em jogos de futebol e pôde ser visto pela primeira vez em um jogo dos Flores, graças ao médium Nélson Rodrigues.

Assim, diante do Sobrenatural de Almeida, São Judas Tadeu falou:
- Basta, Almeida! Não quero mais saber de intervenções em jogos do Flamengo Supremo. Ontem, você passou da conta. Tirou o Diogo de campo, atrapalhou o Val Baiano (que já se atrapalha sozinho), confundiu o juiz e quando as pernas dos jogadores já estavam exaustas e a cabeça já nos próximos compromissos, você ajudou o Guarani a encontrar dois gols. Assim não é possível!

Diante do silêncio respeitoso da assombração, o Santo vestindo um Manto Sagrado, continuou:
-Ficou combinado que, em troca da chegada do Messias, que irá conduzir o Flamengo Supremo ao Lugar Prometido, em um trabalho que irá dar resultados por mais de meio século, permitiríamos aos demais o direito à uma alegria momentânea. Está certo que “quem não conhece a alegria, não sabe o que é a tristeza”. Porém, este ano, os limites foram todos ultrapassados.


São Judas Tadeu aproveitou para explicar que o sinal de que tudo estava voltando à sua rotina normal já havia sido dado. Mostrou uma estrela solitária que iniciava ali seu movimento de queda, como acontece todo ano. Assim, que essa estrela, de brilho efêmero, inicia sua trajetória decadente, deixando a cachorrada que a segue, perdida, significa que o campeonato está, de fato, começando.

Após, enquadrar o espírito trapalhão, São Judas Tadeu pega seu machado aponta-o para o céu e diz:
- Senhor Rubro-Negro, seja feita a Vossa Vontade, por intermédio do Messias!

E assim começam as mudanças na Gávea.... Mas, sobre elas falaremos em algum próximo post.

FLAmém!


A descrição do personagem Sobrenatural de Almeida é do jornalista Roberto Pompeu de Toledo em um Ensaio publicado na revista Veja.

domingo, 29 de agosto de 2010

A OBJETIVIDADE IDIOTA DO PASTOR ANALISANDO NOSSAS POSSIBILIDADES

Caríssimos irmãos de fé rubro-negra,
Salve, Salve, FLAleluia

No último post (logo abaixo) falei das coincidências que me fazem acreditar em uma nova arrancada. Como se trata de um blog que encara o Flamengo como sendo uma religião (alguém dúvida que seja?), não poderia deixar passar sinais claros emitidos pelo Senhor Rubro-Negro. Analisar o futebol apenas pela ótica do momento e da razão é limitá-lo e, por isto, os "idiotas da objetividade", como já dizia Nelson Rodrigues, erram seus prognósticos, anos após anos. Futebol, tal qual uma religião, é subjetivo, é imponderável, é místico, misterioso e fascinante. Nem sempre o melhor time vence. Não há uma regra. Não se trata de uma ciência exata. Então, por que tentar ser racional em algo que transcende a razão? O ser humano, sabemos, é complexo. Pois, qual grau de complexidade envolve um jogo com 11 homens contra outros 11? Há vários fatores que precisam ser levados em conta. Há aspectos psicológicos, físicos, neurológicos, emocionais presentes e que influenciam o resultado. Todos temos certeza disto! Mas, os incrédulos teimam em não considerar a força de fatores, digamos, sensoriais, esotéricos. Não crêem que há uma energia presente em campo que possa mudar o panorama de uma partida? Ora, por que acham que a Nação também é chamada de magnética? A energia que se passa ao campo é contagiante e, assim como um imã, faz o time ser atraído para o pólo "certo". E há coisas que acontecem sem sabermos a causa. Às vezes, não dá tudo certo para um time e tudo errado para outro?

Pois, toda a baboseira acima, não foi fruto de nenhuma droga, garanto. É apenas para dizer que, desta vez, estarei escrevendo em uma linha diferente da habitual. Tentarei fazer uma análise real das chances do time no Brasileiro. Procurarei ser "objetivo", "sério" e "racional". Assim mesmo, entre aspas, pois, como já disse, não há nada de exato. Tudo para demonstrar que o misticismo religioso é apenas parte da minha fé na superioridade rubro-negra e não um instrumento para encobri-la.

Antes, apenas um parêntese que entendo ser necessário. Mais uma vez deixo claro que confio no Zico. O Bispo Arthurzão tentou tirar o excesso de responsabilidade das costas do Galo, dizendo que Ele não é um Deus. Ora, o Urublog é a Bíblia da religião flamenguista, não cabendo a um humilde pastor desmenti-la. Portanto, não se trata disto. Mas, não há o que temer. Zico é o Messias, com chuteira ou sem elas. É Aquele que nos conduzirá ao lugar prometido.

Pois, então, confiando no Zico, tinha prometido não cornetar mais o Rogério. Se Zico acreditava que, neste ano, nossa luta seria para se livrar do rebaixamento, eu estaria firme na torcida, sem constrangimentos. Tenho certeza de que seria por uma boa causa. Isto é confiar! Pois, com Rogério no comando, nosso destino seria este. Não tenho dúvidas! Pode até ser que um dia ele venha a se tornar um bom técnico, mas ainda está longe disto. Faltou-lhe ousadia, comando, experiência e coerência. O time não tinha jogadas ensaiadas. Seus resultados foram medíocres. Atenção, medíocre significa, segundo o Michaelis, o que está entre o bom e o mau, entre o grande e o pequeno; mediano. Ora, se somos superiores, resultados na média não nos convém, certo?

Ao contrário da crença de muitos analistas por aí. Acho que temos um bom time. Ainda em formação, mas, ao menos, promissor. O Lomba, embora inexperiente, já mostrou que tem muitas qualidades. Temos dois dos melhores laterais (ou alas) do Brasil. Não adianta ficarem criticando Léo e Juan dizendo que perderam o futebol. O esquema tático é que vinha prejudicando o futebol deles. Eles são muito melhores atacando do que defendendo. Ambos não deram certo na seleção do Dunga, por terem que priorizar a marcação. Aí, tornam-se comuns. Se jogarem como alas, estou certo que voltarão a brilhar. A zaga tem estado segura, mas, para mim, incrivelmente é o pior setor. Para ver como a objetividade e a estatística são realmente idiotas. A tática retranqueira permite que times pequenos, muitas vezes, tenham defesas pouco vazadas, mas nem por isto podem ser consideradas de qualidade. Entretanto, mesmo não sendo uma excepcional defesa não é diferente de qualquer outra dos grandes times que disputam o campeonato. No entanto, o meio é um dos melhores. Temos 3 volantes muito bons: Willians, Maldonado e Corrêa. Mas, são volantes. Não podem ser transformados em meias. Renato Abreu e Pet dispensam comentários, mas enquanto não tiverem em forma, não deveriam atuar juntos. Talvez um em cada tempo. No banco ainda temos Toró, Klebérson e os promissores Camacho e Erick Flores (de volta), entre outros. O ataque com Diogo e Deivid tem tudo para dar certo. Um deles pode até recuar mais para entrada de Leandro Amaral. Há, portanto, alternativas táticas para escalar o Flamengo.

Analisem agora os principais rivais. Verão que, com exceção do Fluminense (prometi ser sério, não?) são todos parecidos. A goleada do Atlético GO sobre o Palmeiras fora de casa está aí para provar. O próprio fato de estarmos jogando da forma como estávamos e ficarmos apenas um pouco abaixo do G4 não seria um sinal de equilíbrio?

Ora, se é tudo tão equilibrado, se nosso time tende a melhorar física e taticamente, só temos a evoluir. Portanto, nossas chances de disputar a Libertadores são enormes. A diferença não é tão grande assim que não possa ser tirada em um turno inteiro. Basta, para isto, um técnico com um pouco mais de ousadia ou experiência ou liderança ou coerência do que o Rogério. Eu disse OU. Basta um ou dois desses fatores. Não é pedir muito.

Bem, e quanto ao título? Aí a diferença já é maior. Como o Fluminense possui, sem sombra de dúvidas, o melhor elenco. Tem, também, um técnico acostumado a vencer este mesmo torneio. É, portanto, favorito! Mas, daí a já ser declarado campeão com tantas rodadas de antecipação, é uma grande distância. Nessa hora, precisamos considerar novamente os fatores extra-campo em ação. O histórico recente do clube é de brigas internas entre patrocinador e dirigentes. Por que a corda não poderia ruir novamente? Com os salários monstruosos que estão pagando, será preciso vender muito plano de saúde para a patrocinadora ter retorno. Na verdade, eu estaria morrendo de medo se tivesse um plano da Unimed.  Além disso, tem que ficar vendendo jovens promessas e podem ficar em alguns jogos sem opção. Ou seja, eles que tratem de segurarem com unhas e dentes a ponta. Se bobearem, daqui a pouco estaremos em seus calcanhares.

Portanto, irmãos, tenhamos fé. Não deixem se levar pelas notícias da imprensa. Agora mesmo, na escolha do novo técnico, assistimos um exemplo claro de como as coisas funcionam. Teve algum nome que vocês não leram como sendo cotado?  O futebol é um negócio que movimenta milhões em diversos setores. Há muitos interesses em jogo. Os jornais precisam vender e, por isto, precisam dar notícias. Mesmo que depois sejam desmentidas. Fontes sigilosas aparecem (e podem ser inventadas ou reais, mas não confiáveis) garantindo qualquer coisa e depois basta publicar que a diretoria fracassou em algo que, às vezes, nem tentou. Cuidado com o que lêem. Esperem o Zico se pronunciar.

É isto, estou tranquilo. Eu confio!
E vocês? Comentem! A crítica é livre, pessoal!

FLAmém!

sexta-feira, 27 de agosto de 2010

COINCIDÊNCIAS? ENTÃO... VAI COMEÇAR A FESTA.....

Caríssimos irmãos de fé rubro-negra,
Salve, Salve, FLAleluia!

Ontem, dominado pela ira, pensei em escrever uma espécie de carta aberta ao Messias, dizendo que manter o Rogério no comando da equipe poderia dar força aos movimentos ocultos que, nos bastidores, jogam contra a implantação do Novo Flamengo. Sei que havia prometido não ficar mais cornetando o cara, mas não havia mais clima algum para ele continuar. A qualquer erro, a torcida revoltada começaria a protestar, dai a surgir faixas nos jogos e banners na internet se dirigindo de forma negativa ao próprio Zico seria um pulo. Mas, a humildade falou mais alto. Quem sou eu para me dirigir ao Messias assim. Felizmente, ouvi a voz do Senhor Rubro-negro, segurei a onda, afastei-me do computador e.... hoje, todos nós, recebemos a recompensa. #RogérioVazou

E já que isto aqui é blog sobre religião, vejamos as coincidências:

  1. As arrancadas de 2007 e 2009 aconteceram somente após a troca no comando do time. Em 2007, Papai Joel assumiu no lugar do contestado Ney Franco e, ano passado, o Andrade pegou o bonde das mãos do também contestado Cuca. Agora, saiu o contestado Rogério....

  2. Em 2009, Cuca foi demitido após empatar em casa com o Barueri. O que ocorreu neste ano? Rogério foi demitido ao empatar em casa contra um time no qual éramos francos favoritos.

  3. Estamos na 16ª rodada. Ano passado na mesma rodada, o Flamengo também empatou em casa contra um time inferior, no caso o Náutico. Foi aquele jogo em que o Léo Moura desabafou ao comemorar seu gol, reclamando das vaias que andava recebendo. Lembram-se? Ou seja, foi uma espécie de sacudida, antes de nossa grande arrancada rumo ao título. A saída do Rogério, também após um empate bisonho em casa, não seria, como em 2009, uma "sacudida"?

  4. Na 16ª rodada do ano passado, mais uma estranha coincidência. Nesse jogo, estreou no campeonato o nosso, então, número 43, o PET, que viria a ser importantíssimo para o nosso Hexa. Pois bem, e neste ano? Tivemos a estréia de Diogo. Com que número? Sim, 43!

  5. Na 17ª rodada de 2007, aquele em que arrancamos do rebaixamento para a Libertadores, se considerarmos os pontos obtidos nos jogos que foram adiados por causa do PAN, tínhamos 24 pontos. Quando vencermos o Guarani no domingo, teremos... 24 pontos!

  6. Em 2009, um jogador importantíssimo na campanha do Hexa, o Maldonado assinou contrato em agosto. O que ocorreu em 2010? Maldonado assinou sua renovação com o Flamengo também em agosto. Para quem acha que é natural, já que contratos são muitas vezes anuais, lembrem-se que não era natural, o volante não estar sendo escalado. Agora poderá voltar. E... na mesma época!

  7.  E a principal... O último gol com bola rolando que o time fez foi no jogo contra o Avaí, dia 21 de julho. Eu disse julho e já estamos no final de agosto. Até o próximo jogo terão passados, contando com o dia do próprio gol mencionado, exatos 40 dias. Ora, 40 dias = quaresma Após a quaresma, vem a ressurreição!
Bem, sete concidências....  7 - número bíblico. Rumo ao hepta!

É por isso que o Profeta diz que coincidências não existem. São sinais! A história se repetirá!
FLAmém!

quarta-feira, 25 de agosto de 2010

Começa o BR-10

Caríssimos irmãos de fé rubro-negra,
Salve, Salve, FLAleluia!

Finalmente, está começando o brasileirão deste ano. Agora é o momento da onça beber água. Agora que os fortes irão sobreviver. Serão 42 pontos a serem disputados em 1 mês e meio. Serão dois jogos por semana. Só com a pontuação desta etapa será possível escapar do rebaixamento, por exemplo.

E na hora certa, como em anos anteriores, os reforços começarão a atuar. Com isto, o time já deverá estar entrosado na virada de turno, quando a chapa esquentará de vez. E aí, com os laterais apoiando mais, com um ataque decente, com Renato Abreu em forma, com Toró e Maldonado à disposição, com Leandro Amaral com mais ritmo de jogo, estaremos prontos para nova arrancada, apesar do Rogério!
E, assim, como previu o Profeta, a história se repetirá....
Foguinho chorão e Florminense obrigado por guardarem nossa vaga na Libertadores. Já, Já estaremos chegando....

Aliás, para quem quiser saber a hora em que o campeonato começa realmente a ser "para valer", bastará observar o momento da cachorrada começar a despencar na tabela. Enquanto a imprensa estiver louvando o Botafogo, significa que estamos apenas nas preliminares. Nada vale de verdade.
E tenho dito....
Enquanto, o próximo culto ao Flamengo Supremo não começa, curtam o Galo virando Galinha em vídeo encontrado no Youtube ....

FLAmém

domingo, 22 de agosto de 2010

A Promessa de não mais cornetar o Rogério

Caríssimos irmãos de fé rubro-negra

Salve, Salve, FLAleluia!

Bem, prometi aqui que, por apoio ao Zico e por falta de alternativas, não ficaria mais cornetando o Rogério. Todos que me acompanham já devem saber que não suporto a forma covarde como ele escala meu Flamengo. Não somos o Olaria! Mas, como isto aqui é uma Igreja, é preciso dar exemplo e manter a promessa. Assim, quebro a corrente iniciada no twitter e seguida pelos Blogs em Vermelho e Preto, para fazer a defesa do Rogério, dizendo tudo que posso em sua defesa:
 
É... não deu! Não achei nada de positivo sobre ele.

E assim, tenho dito!
FLAmém!

quinta-feira, 19 de agosto de 2010

Habemus Ataque!

Caríssimos irmãos de fé rubro-negra
Salve, Salve, FLAleluia!

AshashuashaushausahusahsuaAshashuashaushausahusahsua 

Irmãos, estou rindo até agora dos corneteiros de plantão. Muitos torceram contra, muitos foram ingênuos indo na onda dos sanguessugas e cometeram a heresia de injuriar o Messias. Não tiveram a paciência. Esses são flamenguistas com espírito de botafoguense. Gostam de reclamar..... de sofrer!

Mas, está aí... #ZicoBauer. Em 24 horas, o Galo resolveu a parada e trouxe um ataque para o Flamengo. Cuidado, Flores: o Mengão, em breve, entrará no campeonato e a diferença é menor do que a do ano passado.

Bem-vindos, Deivid e Diogo!
Hepta, eu acredito!

FLAmém!

quarta-feira, 18 de agosto de 2010

COM ZICO, PELO FLAMENGO


Caríssimos irmãos de fé rubro-negra

Salve, Salve, FLAleluia!

Infelizmente não pude comparecer ao encontro de apoio ao Messias, na terça, organizado pelo movimento "Com Zico, Pelo Flamengo". Como esta Igreja não paga o dízimo a seus pastores (kkkk), o horário acabou sendo ingrato para mim, por motivos profissionais.

Eu não pude ir, mas, com orgulho, li que compareceram cerca de 100 devotos desta nossa religião flamenguista, dando carinho ao Galo para que Ele saiba que Sua luta por um Flamengo melhor é a luta de todos nós. A torcida vem demonstrando maturidade. Os bons ventos já podem ser sentidos. O futuro está chegando em toda sua plenitude. Parabéns ao movimento "Com Zico, Pelo Flamengo"! Parabéns a todos que estiveram presente.

Sobre o evento, recomendo que:

  1. Assitam aos vídeos do evento em mais uma excelente cobertura do Magia Rubro Negra
  2. Ouçam no Tua Glória é Lutar, as respostas do Zico e da Patrícia a pegunta "há oposição a Zico dentro do clube"?
  3. Vejam, no Flickr do Yves Medeiros,  as fotos do encontro
  4. Leiam a narração do encontro no blog DHermínio
  5. Conheçam o conteúdo da carta entregue a Zico, também no blog do DHermínio
Emonionadamente,
FLAmém, irmãos de fé rubro-negra!

segunda-feira, 16 de agosto de 2010

Mantendo a Esperança

Caríssimos irmãos de fé rubro-negra

Salve, Salve, FLAleluia!

Já deixei claro aqui que não sou a favor da manutenção do Rogério Lourenço. Não gosto de times que atuam com, pelo menos, 9 jogadores atrás da linha da bola. Isso não é para o Flamengo! Ainda mais no Maraca e jogando contra times como o "poderoso" Ceará. No entanto, o Zico bancou o cara. Deixou isso claro na entrevista que deu ao Magia Rubro Negra (confira aqui).

Além disso, só costumam dar certo no comando do Mengão, treinadores que conhecem o Clube. Joel foi, com sua malandragem, a exceção que confirma a regra. Por isso, eu andei fazendo campanha aqui pelo nome do Adílio. Porém, no último Culto ao Flamengo Supremo, sábado em nosso templo sagrado, vi que o grande companheiro do Galo da época de ouro é candidato a deputado federal. Ou seja, sem chances dele, em meio a uma campanha eleitoral, ter condições para assumir o time. Como acredito que não há clima com a Presidência para o Andrade voltar tão cedo, não vejo nenhuma opção no mercado para substituir o Rogério.

Assim sendo, não falarei mais nesse assunto. Bater na mesma tecla em nada ajudaria e só daria munição a quem tenta minar o trabalho do Messias. Logo, só me cabe cumprir minhas obrigações de devoto da religião flamenguista: comparecer aos cultos, torcer, gritar e apoiar sempre. Aproveito para parabenizar a Urubuzada pela faixa de apoio ao Zico e a Raça por ter estado presente e incentivado o tempo todo. Sugiro que antes do jogo, a torcida cante o nome do Zico, para mostrar que estamos com Ele e não abrimos!

Como sabemos que os jogos do Flamengo, acabaram quase sempre com a vitória de 1x0 para alguém, vamos torcer para que o primeiro gol seja nosso. E assim vamos levando....

Mas, basta de negativismo. Isso é um blog sobre fé e esperança. Vejamos:
  1. o Renato Abreu mostrou que continua com um chute forte e bom toque de bola. Quando entrar em forma, teremos um outro meio-campo;
  2. o Juan voltará, livrando-nos do Michael;
  3. o promissor Galhardo deverá começar a ser lançado no time;
  4. acredito que teremos novidades até quinta-feira, quando a janela de transferências se fechará;
  5. no final do jogo Rogério escalou 3 zagueiros, com Renato Abreu na lateral, portanto, podemos ter alguma variação tática ao que vem sendo apresentado
  6. Ano passado, chegamos a estar, na 21ª rodada, a uma distância de 13 pontos do líder e, agora, estamos a 12, tendo mais 7 rodadas para tirar a diferença;
  7. com o time jogando mal estamos separados da Zona da Libertadores por apenas um mísero ponto; se melhorar, o que poderá ocorrer?
Pois bem... listei 7 itens para mantermos nosso otimismo em um campeonato onde apenas 7 pontos separam a zona de rebaixamento da classificação para a Libertadores. Portanto nada está decidido!

Aliás, tantos setes não nos lembram de algo???

Hepta, eu acredito!
FLAmém!

sábado, 14 de agosto de 2010

DIÁLOGO RUBRO-NEGRO ANTES DO JOGO CONTRA O CEARÁ

Caríssimos irmãos de fé rubro-negra

Salve, Salve, FLAleluia!

- Estou nervoso para o jogo de logo mais. Iniciou o papo um rubro-negro que se autodenominava racional, mas que, na realidade, era mais conhecido pelo seu pessimismo.

- Qualé... Vamos enfrentar o Ceará. Para com isso....Respondeu-lhe um outro flamenguista, para quem futebol não combina com a razão, por isto acredita sempre.

- Sim, o Ceará, que é, nada menos, do que o atual terceiro colocado do campeonato, esqueceu?

- ashuahsuahsuahsuahsua. Fazendo força para parar de rir, o otimista emendou: é o típico cavalo paraguaio! Ano passado, após a 13ª rodada, estávamos em 9º. Este ano, por sinal, somos o 10º. Estávamos, então, atrás de Vitória, Barueri, Goiás e até do Santo André, que, inclusive, foi rebaixado. Esqueceu? – provocou, continuando - Em 2008, nesta fase do campeonato éramos os líderes disparados e nem chegamos a Libertadores. Ou seja, de nada serve a classificação neste momento. Há muito campeonato pela frente. Logo, logo os lugares se invertem, fica tranqüilo!

- Não dá para comparar com o campeonato do ano passado ou, mesmo, com a arrancada de 2007. Não é sempre que essas coisas acontecem. Além do mais, tínhamos time. Coisa que não temos agora ou você confia num ataque de Val Baiano e Borja?

- Será que é por aí? Vamos, então, falar do ano passado. Nesta mesma rodada, ninguém dizia que o Flamengo tinha time para levar o Hexa. Andrade assumiu na 14ª rodada. Pet nem tinha jogado e parecia ser um ex-jogador em atividade. Ainda é cedo para falar de time. Renato Abreu, quando entrar em forma, poderá equilibrar o meio-campo, tal qual ocorreu com a entrada de Ibson em 2007. Leandro Amaral está “seco” para demonstrar que ainda tem futebol. Volto a dizer que qualquer análise nesse momento de mudanças é completamente cega. Só serve para garantir o emprego dos analistas do futebol.

- Pois é, iremos para o jogo com os 4 da frente deixando a desejar em termos físicos. Pet irá fazer 38 anos no próximo mês. Val Baiano está gordo, assim como o Renato Abreu. Já o Leandro Amaral está há muito tempo inativo, passou por uma infecção séria e já não é mais garoto para se recuperar logo.

- Ora, o ideal seria que eles pudessem entrar em forma antes de jogar. Mas, como você mesmo disse, não dava para agüentar o Borja e, acrescento eu, o Kléberson. Assim, ainda bem que estrearão em casa com apoio da torcida.

- Já que você fala tanto do ano passado, não custa comentar que foi na 13ª rodada que empatamos, em casa, com um pequeno: o Barueri, que nem existe mais. Hoje, virou Prudente. Em um futuro próximo, poderá ser qualquer outra cidade que ofereça mais.

Vamos deixar para lá esses times de aluguel. Mas, não se esqueça que esse empate foi providencial para nosso título. Graças a ele, Cuca vazou! Mas, apesar do Rogério, prefiro acreditar que o Ceará, ao invés de ser o nosso Barueri, venha a ser o nosso Santo André ou o nosso Náutico, jogos que ficaram marcados pelas arrancadas de 2009 e 2007, respectivamente.

- É você não tem jeito mesmo. Fica se iludindo sempre. Prefiro manter os pés no chão. Mas, vamos lá que preciso me preparar para ir ao Maracá. Só no grito que este time poderá responder. Tenho que fazer a minha parte.

Pois, eu vou para nosso templo, para mais um culto ao Flamengo Supremo, só esperando começar a festa.

É isso aí, irmãos, não importa o motivo,, não interessa se estará confiante ou receoso, o que vale é estar no Maraca logo mais apoiando o nosso time. Eu estarei lá! E você?

Vamos Flamengo...

#ComZicoPeloFlamengo

FLAmém!

terça-feira, 10 de agosto de 2010

#VazaRogério

Caríssimos irmãos de fé rubro-negra

Salve, Salve, FLAleluia!

Antes de qualquer coisa deixo claro que estou com Zico e não abro. Muitas vezes, é preciso dar um passo atrás, para poder alterar o rumo e, assim, dar vários para frente. No entanto, parece que o período de recesso para a Copa ainda não terminou. Quando o Flamengo, o meu Flamengo, voltará a campo?

No último domingo, vi o jogo de um time com camisa azul e amarela, atuando com medo, todo recuado, sem qualquer inspiração ou vontade de vencer. O que foi aquilo? O Flamengo é que não era! Procurei... procurei... e não vi o Flamengo em campo. Perdemos a identidade. Pecado capital!

Está certo! O elenco é limitado! Sobre isso não há discussão. Concordo! Mas, com toda limitação que possa haver, será que se justifica tanto medo? Já dizia o profeta: “aquele que tem medo de perder, perde a vontade de ganhar”! Olhem os resultados dos jogos do Flamengo após a Copa. Notaram que em nenhum deles qualquer um dos times em campo fez mais do que um único gol? Jogar para vencer ou perder de 1x0 (podendo, claro, empatar por 1x1 ou 0x0) é coisa para o Olaria, jamais para o Flamengo.

Vamos falar um pouco de tática.
É fácil marcar o Flamengo. Colocam-se dois jogadores abertos pelas pontas, impedindo o avanço de nossos laterais. Além de alguém colado no Pet (com um na sobra). Pronto! O gringo, com seus 38 anos, terá grande desgaste tentando se livrar da marcação e não resistirá grande tempo. Se dermos sorte, ele fará um lance de craque e faremos o gol. Caso contrário, assistiremos a um desfile de mediocridade em campo. Afinal, quem irá criar? O Kléberson? Se não sumisse, talvez! Sobra, então, para o polivalente do Williams, que mesmo com toda sua garra, não tem capacidade para exercer tal função. Resultado: pouquíssimas bolas chegam em condições razoáveis a nossos atacantes. Ah! Mas, eles são fracos. Sim, são! Mas mesmo que não fossem, ficaria difícil.

A quem compete resolver tal problema? Claro, ao técnico. Por isso, Zico, não vale a pena insistir no erro e o Rogério se revelou um tremendo erro! #VazaRogério é só o que tenho para dizer, amados irmãos de fé rubro-negra. E veja se vazam logo como ele! Pode ser que daqui a alguns anos ele até se revele um bom treinador. Mas, mantê-lo, agora, neste momento do time e de sua carreira, é impraticável. É desastroso! #VazaRogério!

Mauro Cézar Pereira (da ESPN) creditou,  em seu twitter, os problemas atuais mais na conta do elenco do que na do estagiário e lembrou (bem) que o Felipão ainda não venceu com o Palmeiras. Mas, Felipão tem respaldo, tem histórico favorável, já demonstrou ter competência. Merece crédito, portanto. Afinal, espera-se que, em breve, as coisas se encaixem por lá. Luxemburgo, também, não está acertando o Galo. Mas, os fracassos alheios justificariam o nosso? Para mim, não. O que me importa é o Flamengo.

Ah! Mas tirar o Rogério e colocar quem em seu lugar? Pagar mais de meio milhão de reais a um técnico renomado pode significar darmos adeus definitivo às chances de termos mais um dois jogadores. Não acho que resolva! Sobrariam, assim, aqueles eternos quebra-galhos: geninhos, estebans, etc. Cruz credo! Isola! Toc toc toc..... Como dizem: “me incluam fora dessa”! Não é fácil tirar o Rogério, como podem ver. Por isto, que, talvez, ele ainda esteja por lá.

Vamos deixar o presente um pouco de lado e examinarmos o passado. Olhem a carreira do Rogério. Pegou um time tricampeão de juniores, substituindo o Adílio e, de repente, já estava na seleção. Carreira meteórica! Lá, com um time mais forte, acabou vice. Pouco depois, foi trazido para os profissionais do Flamengo, para auxiliar o Andrade, mesmo contra a vontade do Tromba! Pelo visto tem "QI" esse nosso técnico. O problema é que ele pode ser “peixe” até daqueles que querem ver o Zico fora, daqueles que trabalham contra o Flamengo. Cuidado, Galo!

Aliás, por falar no Adílio, ínsito na tese: por que não testá-lo no lugar do Rogério. Inexperiente por inexperiente, barato por barato, pelo menos, o Adílio gosta de futebol!

Por tudo, isso
#VazaRogério
#ComZicoPeloFlamengo
#SemRogérioPeloFlamengo
FLAmém!

PIOR ATAQUE DO MUNDO?

Caríssimos irmãos de fé rubro-negra

Salve, Salve, FLAleluia!

Não há dúvidas de que o nosso ataque é fraco, muito fraco! Mas, diante da quantidade de críticas que tenho lido por aí nos últimos dias, relembro 16 formações de ataques com as quais iniciamos mais de uma partida na era dos pontos corridos:
1. Dimba e Whelliton
2. Felype Gabriel e Josafá
3. Jean e Whelliton
4. Jean e Negreiros
5. César Ramirez e Josafá
6. Fabiano Oliveira e Obina
7. César Ramirez e Felype Gabriel
8. Jean e Zé Carlos,
9. Jean e Dimba
10. Leonardo e Souza
11. Jean e Fernando Baiano
12. Jean e Vinicius Pacheco
13. Jean e Bruno Mezenga
14. Zé Roberto e Dennis Marques
15. Apenas Jean
16. Apenas Diego Silva (ex-Ipatinga, para quem não lembra)

Saudades?

Não quero, com isso, dizer que temos que nos acostumar com pouco. Podemos (e devemos) ter um ataque melhor. Até acredito que teremos ainda neste ano. Mas, não me lembro de tanta gritaria quando escalamos alguns dos nomes acima. Então, pessoal, que tal um pouco mais de calma. Estamos em um período de transição. 

Na verdade, para mim, o problema principal não é o ataque, mas o técnico. Sobre isso, falarei em um próximo post. Só para adiantar, quantas oportunidades estamos criando por jogo? Sem que sejam criadas jogadas de gol, só venceremos se tivermos atacantes excepcionais. No entanto, esses custam caro e Zico está certíssimo em não ser irresponsável na gestão do dinheiro do Flamengo. É preciso preparar o time para criar mais, aí bastariam atacantes medianos que, se não temos, podemos vir a ter.

De qualquer forma, enquanto Leandro Amaral não entra em forma e um outro atacante não é contratado, prefiro a formação com Diego Maurício e Borja (até o Val Baiano emagrecer, pelo menos). Mas, o que deve mudar, primordialmente, é a postura tática e o meio-campo. Assuntos que abordarei em breve.

Eu apóio o trabalho do Zico, por isto estarei sábado no nosso Templo Sagrado no próximo Culto ao Flamengo Supremo. E você? A maior torcida do mundo precisa voltar a fazer a diferença. Zico e o Flamengo estão precisando de nosso apoio!

FLAmém!

PS: Fiz as alterações em azul após a primeira publicação, atendendo a pedidos de esclarecimentos.

domingo, 8 de agosto de 2010

FELIZ DIA DOS PAIS

Caríssimos irmãos de fé rubro-negra,
Salve, Salve... FLAleluia!

Após mais um jogo desses, só pensando em outras coisas. Assim, aproveito a data para desejar um Feliz Dia dos Pais a todos os devotos. Segue vídeo de meus filhos cantando (ou tentando cantar) o hino sagrado para alegria do papai, o pastor coruja.

video



video

Em todo caso, eu acredito na recuperação do time. Mas, por mim, não dá mais para o Rogério (e para o KleberSONO). Zico, com todo respeito, se é para ficarmos com um técnico barato, que veio da base e que conhece bem o clube, que tal o seu companheiro do esquadrão de ouro: o Adílio? Pelo menos, ele gosta de futebol.


FLAmém!
PS: Zico,

sábado, 7 de agosto de 2010

Em céu de urubu, gavião não voa

aríssimos irmãos de fé rubro-negra

Salve, Salve, FLAleluia!

Domingo estaremos diante de mais um adversário em preto & branco e, por consequência, diante de mais um velho e conhecido freguês. Para quem gosta de números, segundo a wikipedia, além de mais vitórias, temos 12 gols a mais nos confrontos diretos. Mas, sabemos que estatísticas são como biquínis, “o que mostram é sugestivo, mas o que escondem é vital”! Afinal, eles mesmos reconhecem a própria incapacidade diante da incontestável supremacia rubro-negra. Recordar é viver..... vamos relembrar como o Flamengo acabou com você, corinthiano, na própria versão ofical de seu clube:

Aliás, para quem quiser relembrar a eliminação dos gaviões pelos urubus na Libertadores deste ano, com participação de São Judas Tadeu e São Jorge, basta clicar aqui e reler o que publicamos na ocasião.

Domingo, afinal é dia de relembrar que:


FLAmém!

PS: Para quem continua pedindo para contratar jogadores a qualquer custo, mesmo sem dinheiro, o caso Fabrício é um ótimo contra-exemplo. Sem grana para trazer uma revelação chilena, o Fierro, então ídolo do Colo-colo, entregamos a empresários o passe do Fabrício. Resultado, Fierro não deu certo, já saiu e ficamos sem uma ótima promessa dos júniores. Valeu a pena? Aliás, com qual jogador contratado com base em complicadas engenharias financeiras, tivemos um final feliz? Comente:

terça-feira, 3 de agosto de 2010

DIÁLOGO RUBRO-NEGRO

Caríssimos irmãos de fé rubro-negra

Salve, Salve, FLAleluia!

Naqueles tempos, Pai e filho, ambos rubro-negros, conversavam:

- , paizão, este ano o mengão tá mó sinistro, não?

- Pois é, meu filho, as coisas estão realmente difíceis. Mas, é assim mesmo que funciona, é natural, faz parte do processo de reestruturação pelo qual o clube está passando. Eu confio no Zico! Tenha fé!

- Mas, velho... Por tudo que você sempre me disse do Zicão, eu também confio no taco dele. Mas, não era para ser mais fácil? Ele não iria trazer credibilidade? Todos não iriam querer colocar dinheiro no Mengão administrado pelo Galinho? A impressão que tenho é a de que antes se tinha mais grana do que agora.

- As coisas não se resolvem assim do dia para noite. As empresas precisam ter certeza de que o clube está mais organizado. É preciso livrar o Flamengo da fama de ser uma bagunça. A situação estava tão ruim que o clube virou notícia policial. Além do mais, antes se contratava de forma irresponsável, sem dinheiro, e, que o próximo presidente se virasse depois para pagar.

- Taí, chegou no ponto! Antes tínhamos o Império do Amor. Mesmo com Chatubas, bailes funks, bolhas e o escambau havia um ataque que resolvia. E agora? Com qualquer formação, nossa linha de frente se parece mais é com um ataque cardíaco. Tá dose, não acha?

- Sim, acho o ataque fraco. O Borja parece o Obina, sem os gols decisivos. Quem sabe, quando chegar momentos importantes, ele não vire um novo xodó? (risos) Val Baiano está fora de forma. Diego Maurício e Marquinhos, se voltar, ainda são apenas apostas. Leandro Amaral tem boa técnica, mas está há muito tempo parado e já não é um garoto.

- É isso.... Zico não estaria vacilando um pouco?

- Se você acha, faço-lhe uma pergunta: tirando o Love (vai lá) o Adriano e o Romário, qual excelente atacante que nós tivemos nos últimos anos?

- hummmmm.... hummmm.... É mermo, não lembro de nenhum!

- Pois é, meu filho. Nosso ataque atual não é muito diferente do que tivemos nos últimos anos. O Imperador e o Baixinho foram exceções. É que tentam nos fazer acreditar que eles eram a regra. Não se iluda!

- Podes crer! Não é que você tem razão....

- Tem mais.... É bom não se esquecer que estávamos há 17 anos sem ganharmos um brasileiro. Com o Hexa, tudo virou permitido! Mas, este ano, como você mesmo disse, está “sinistro”, exatamente por isto.

- É verdade. As coisas não estão piores do que eram. Mas, por que estão parecendo?

- Antes de tudo, pelo título estar muito forte em nossa memória. Foi o primeiro que você comemorou de verdade. Depois, pela forma como as notícias estão sendo publicadas.

- Mas, pera lá, por que a imprensa iria querer trabalhar contra o Zico?

- Não é isso. Não é a imprensa, de forma geral. A questão é que Zico já deixou claro que irá mudar a forma como o clube vem sendo conduzido, principalmente em relação às categorias de base. Os jogadores já chegam ao profissional com o passe fatiado entre empresários e o clube acaba sendo obrigado a vendê-los cedo. Veja o caso do Renato Augusto. E o do Fabrício. Muita gente ganhava dinheiro com essa situação. Essas pessoas, então, fornecem notícias falsas para jornalistas que, por pressão de terem que publicar alguma matéria que venda, acabam embarcando na onda. Também adiantam informações atrapalhando negociações. Propositalmente! Há, também, os jornalistas que viviam de informações privilegiadas e, como em um ambiente sério ficarão sem elas, acabam publicando notas e colunas críticas. E por aí vai....

- Que sujeira! Coé a deles? Eles não são Flamengo?

- Eles se aproveitaram do Flamengo durante anos. A mudança não os interessa. Para se contrapor a essas más notícias da mídia é que o Zico está expondo seu prestígio. Não viu como ele andou dando um monte de entrevistas nos últimos dias? É para nos tranqüilizar. Para entendermos que, ao contrário do que querem nos fazer acreditar, as coisas no Flamengo estão tendo finalmente um caminho decente, um rumo.

- Que bom, nosso papo, pai. Agora estou mais confiante! Mas, uma coisa ainda me intriga.... Por que manter o Rogério?

<<< Silêncio>>>>
Nem o sábio pai sabia responder essa!